Moradores fazem de cão local o embaixador da cidade.

Bruno começou sua vida como um homem desmedido, e embora tenha sido adotado, velhos hábitos não morrem tão facilmente. Ele vive nos arredores de uma pequena cidade de cerca de 150 moradores humanos, e passa seus dias andando por aí para visitá-los. Sendo o cidadão mais popular da área, ele foi homenageado com uma estátua e uma placa, e transformado em “cão e embaixador oficial da cidade”

- Anúncio -

moradores-fazem-de-cao-local-01

“Tem sido sua rotina até onde eu sei”, disse Sharon Rouse, que frequentemente o enxerga da recepção de seu escritório de imóveis. “Todo mundo conhece o Bruno…as pessoas podem não se conhecer, mas conhecem Bruno.”

moradores-fazem-de-cao-local-02

Quase todos os dias nos últimos doze anos, o cão, que se parece com um urso de pelúcia, anda quatro milhas até Longville para visitar e ganhar os mimos da população da cidade, que fica no estado de Minnesota. Quando se sente satisfeito, ele volta para o lar de Debbie e Larry LaVallee.

moradores-fazem-de-cao-local-03

“A primeira vez que eu o vi na cidade, ele foi quase mais rápido que eu”, disse um o ex coletor de lixo, Larry, ao KARE 11. “Eu estava catando o lixo pela rua e, em menos de cinco minutos, lá estava Bruno.”

moradores-fazem-de-cao-local-04

Ele soube que Bruno era um andarilho assim que o conheceu.

“Quando Bruno era filhote, um cara veio até minha garagem e disse ‘eu encontrei seu cão em frente à sua entrada’. E eu disse, ‘Bem, ele não é meu'”.

- Anúncio -

moradores-fazem-de-cao-local-05

Ele acreditava que o pobrezinho tinha sido abandonado e decidiu ficar com ele. Mas parecia que não era para Bruno ficar no mesmo lugar. Não importa o que tentem, os LaVallees não conseguem impedi-lo de escapar. O cão só quer saber de vaguear por aí e encontrar todos os seus amigos na cidade. Impossível não lembrar da música “The Wanderer”, do cantor Dion (Wanderer em inglês significa ‘andarilho’)

moradores-fazem-de-cao-local-06

Alguns podem acreditar que os donos do cão são imprudentes ao permitir que ele ande sozinho pelas ruas. No entanto, a vida em cidades pequenas e zonas rurais é muito diferente das áreas mais movimentadas. Além disso, tanto o Bruno quando os motoristas são cuidadosos ao prestarem atenção enquanto o cão anda pelas ruas.

moradores-fazem-de-cao-local-07

“Ele é nosso amigo, nós meio que tomamos conta  dele da melhor maneira possível,” disse Patrick Moran, o proprietário de um escritório imobiliário pelo qual Bruno sempre passa. “Na semana passada, ele veio e ficou por cerca de uma hora e meia, ou duas horas.”

moradores-fazem-de-cao-local-08

Os visitantes da cidade costumam dizem que ver Bruno é o ponto alto de suas viagens. Mas os LaVallees estão acostumados a receberem telefonemas de estranhos que não estão familiarizados com Bruno, e hoje em dia chega a ser risível quando as pessoas que ligam ficam silêncio ao ouvirem que devem deixar o cão ir porque ele volta sozinho para casa.  Às vezes ele ganha uma carona das pessoas que vê regularmente.

moradores-fazem-de-cao-local-09

- Anúncio -

“Ele é mais amigável que a maioria dos seres humanos na cidade, e não digo isso de forma negativa sobre os humanos,” comentou Mary Tripp, uma das motoristas que dão-lhe carona. “Ele é tão adorável.”

moradores-fazem-de-cao-local-10

A forma com que agem com Bruno é especialmente importante agora devido à idade a que o cão está chegando. Ele demora mais tempo para ir de um lugar a outro, e em alguns dias só fica em casa. A quantidade de passeios que ainda lhe restam não importa, pois ele aproveitou suas caminhadas ao máximo e, recentemente, garantiu o seu legado.

No ano passado, o escultor Paul Albright esculpiu uma estátua de madeira para ele, a qual foi colocada em um parque. O placa próxima a ela diz, “Cão e embaixador da cidade de Longville”.

moradores-fazem-de-cao-local-11

Sharon diz que tal estima é bem merecida e chama Bruno de “o mascote de Longville.”

Ele até ganhou sua própria página no Facebook, para que as pessoas possam ver o que ele tem feito ultimamente.

moradores-fazem-de-cao-local-12