Cadela à beira da morte, encontrada trancada em uma gaiola, coberta de fezes, é completamente transformada pelo amor

Em novembro, a Divisão de Crueldade Contra Animais recebeu um chamado sobre o que parecia ser um cão morto, deitado em uma gaiola imunda, em Austin, no Texas. Quando os oficiais chegaram, encontraram uma cadela coberta de fezes, severamente emaciada e completamente faminta. Após inspecionar mais de perto, a detetive Ewa Wagner viu a costela da cadela se mexer…

- Anúncio -

“Percebemos que a cadela estava viva, mas por pouco, então a levamos às pressas para o Austin Animal Center, onde os veterinários começaram o tratamento de emergência”, disse a Oficial Wagner ao The Huffington Post. “Sua temperatura estava muito baixa, até mesmo para ser registrada por um termômetro, e ela não estava se movendo de forma alguma. Não achamos que havia qualquer forma de ela sobreviver”.

Mas um anjo, de nome Elizabeth Mancera, a técnica em veterinária, correu para ajudar. Pelas horas seguintes, ela deu à cadela os cuidados que salvariam a sua vida. A veterinária também deu-lhe um banho quente e, gentilmente, usou um secador para ajudar a aumentar a temperatura do corpo da canina.

“Durante aquelas primeiras horas, eu apenas falei com ela e a disse que era amada”, conta Mancera. Ela decidiu dar à cadela o nome de Sophie e percebeu que queria adotar a corajosa e pequena sobrevivente.

A cadela se recuperou completamente e é adorada por sua nova família. “Ela nunca mais ficará sem comer e nunca mais ficará com frio”, afirma Elizabeth. “Disso eu tenho certeza”.

More info: Austin Animal Center | Facebook | Instagram

- Anúncio -

Em novembro, oficiais receberam um chamado a respeito do que parecia ser um cão morto, deitado em uma gaiola imunda.

Quando chegaram, encontraram uma cadela toda coberta de fezes, gravemente emaciada e faminta.

A detetive Ewa percebeu que ela estava viva e a levou às pressas ao veterinário.

“A temperatura dela estava muito baixa, até mesmo para ser registrada por um termômetro, e ela não estava se movendo de forma alguma”

“Não achamos que havia qualquer forma de ela sobreviver”

- Anúncio -

A veterinária Elizabeth Mancera deu-lhe um banho quente e usou um secador para aumentar a temperatura de seu corpo

“Conversei com ela o tempo todo…Ela estava molhada e congelando e…olhando para mim como se estivesse implorando”

“Todos pensavam que ela morreria…Continuei dizendo a ela que ficaria bem”

Mancera deu à cadela o nome de Sophie e decidiu adotá-la

“Ela nunca mais ficará sem comer e nunca mais ficará com frio”