Raça de Cão > Dogo Argentino

Dogo Argentino

Dogo Argentino

Outro(s) Nome(s)Dogo Argentino, Mastim argentino
OrigemArgentina
GrupoPinschers, Schnauzers, Molossos e Cães Suíços da Montanha.
SeçãoMolossos

Informações sobre o Dogo Argentino

Afetuoso
Brincalhão
Calmo
Inteligente
Dócil
Limpo
Robusto (saúde)
Aguenta ficar sozinho
Necessidade de exercício físico
Foge
Fácil de Criar
Fácil de Treinar
Bom com Crianças
Amigável com outros animais
Apropriado para Apartamento
Primeiro Cão
Viajar
Capaz de proteger
Originalidade
Orçamento

Características físicas do Dogo Argentino

O Dogo Argentino é um mastim mesomorfo e mesocefálico. Ou seja, as proporções de seu corpo e cabeça são médias e harmoniosas. A cabeça é muito especial no caso do Dogo: seu crânio é o de um mastim, e o focinho, de um farejador. Ambos aumentam especificamente as habilidades de caça do cão. O crânio é convexo devido ao enorme desenvolvimento dos músculos da mandíbula, enquanto o perfil do focinho é ligeiramente côncavo em relação ao stop. Os olhos podem ser escuros ou cor de avelã, mas são definitivamente afastados um do outro. Costuma estar sempre alerta e ser vívido, além de intenso, principalmente no caso dos machos. As orelhas são posicionadas no alto da cabeça e são bem separadas, devido à largura do crânio. Elas geralmente são cortadas. As patas são perfeitamente prumadas. A cauda é grossa e alcança o jarrete; sendo mais larga na base, e afunilada na ponta.

Pelo: curto, reto e liso.

Cor: inteiramente branco. Pode haver pontos pretos pequenos em torno dos olhos, sendo que aqueles não devem cobrir mais de 10% da cabeça. Entre um cão com marcas pretas e sem, é recomendável que se escolha o último.

Tamanho: machos podem ter entre 62 e 68cm e as fêmeas, 60 e 65cm.

Peso: cerca de 45 kg.

Origem e história

A história do Dogo Argentino é bastante recente. Tudo começou na década de 20, quando os dois irmãos Agustin e Antonio Nores decidiram “criar” um grande cão de caça adaptado para a geografia argentina. Para fazê-lo, utilizaram o Cão Lutador de Córdoba. Houve outras raças que também influenciaram o processo e tiveram um papel na “criação” do Dogo, tais como Bull Terrier, Bulldog, Dogue Alemão, Boxer, Mastim Pirenaico, Lébrel Irlandês, o Pointer, Dogue de Bordéus (Mastife de Bordéus) e Mastim Espanhol.

Personalidade e Habilidades

Há muita controvérsia sobre as capacidades reais do Dogo Argentino, que nasceu para caçar javalis selvagens e pumas, mas é completamente inadequado para caçar em territórios europeus. Portanto, é melhor utilizá-lo cão de guarda. Sua beleza e elegância explicam a escolha de muitos proprietários de participar de exposições. Uma vez que é descendente de cães de briga, às vezes pode estranhar outros cães do mesmo sexo, problema que pode ser resolvido através de uma boa socialização. Ele é muito bom com as pessoas e seguro para as crianças, se bem educado.

Condições de vida

Ele pode facilmente viver dentro de casa (é muito limpo) ou ao ar livre. No entanto, ele precisa se exercitar muito, especialmente quando cresce.

Saúde

É um cão muito robusto, mas, mesmo assim, precisa ser monitorado enquanto cresce.

Expectativa média de vida: cerca de 11 anos

Dicas e Informações

É um cão de guarda espontâneo, por isso aconselha-se que sua agressividade não seja muito estimulada.

Artigos de Dogo Argentino

Fotos de Dogo Argentino

Não Deixe de Ver