Gato hostil ataca sete Pit Bulls e deixa um arranhado e ensanguentado.

"As pessoas precisam perceber que pit bulls não são cães malvados".

Na cidade de Victoria, na província canadense da Colúmbia Britânica, um gato resolveu encarar sete pit bulls e conseguiu sair ileso.

Javiera Rodriguez
Javiera Rodriguez

Os cães estavam com Javiera Rodriguez e Kyla Grover, fundadores da Pit Bulls of Victoria BC, grupo de donos de Pit Bulls que organizam caminhadas semanais.

Javiera Rodriguez
Javiera Rodriguez

Bandida, uma pit bull de 3 anos de Rodriguez, e Cali, cruza com Pit Bull de Grover, estavam no grupo com outros cinco.

O grupo foi criado, entre outras razões, principalmente para enfrentar os estereótipos de que pit bulls são agressivos, o que torna o fato ocorrido, narrado a seguir, ainda mais estranho.

Kyla Grover
Kyla Grover

Eles passavam por um pátio, onde uma senhora jardinava, quando um gato saiu desgarrando por entre os arbustos e fez linha direta com os cães, travando no rosto de Bandida.

Javiera Rodriguez
Javiera Rodriguez

“A senhora começou a gritar ‘Segurem seus cães! Segurem seus cães!’ e nós ficamos tipo, ‘Segure seu gato! Segure seu gato!” disse Rodriguez.

Eventualmente, Bandida conseguiu pressionar o gato contra o chão para se defender, uma vez que ele estava arranhando seu rosto. Porém, nenhum dos cães lutou de volta.

“Se minha cadela quisesse ter matado aquele gato, ela poderia ter matado, mas ela não quis. Ela apenas o pressionou no chão para que ele parasse de atacá-la.”

- Anúncio -

Grover se abaixou abruptamente para separar os animais e foi mordida e arranhada no processo.

Kyla Grover
Kyla Grover

“Eu sabia que se ela machucasse ou matasse o gato, teria sido considerada perigosa e sacrificada por causa da sua raça”, disse Grover.

Grover puxou o gato para longe e seu dono o levou para dentro, mas o rosto de Bandida estava coberto de sangue e arranhões.

Javiera Rodriguez
Javiera Rodriguez

“Eu perguntei ao dono ‘Seu gato está bem?’, e ele disse ‘Sim, está sem nenhum arranhão”, comentou Rodriguez.

“Então isso mostra a você o quão agressiva minha pit bull é”.

Rodriguez levou Bandida ao veterinário para tratar de seus ferimentos, o que resultou em uma conta de $222,00.

“Ainda bem que os arranhões foram apenas superficiais e ela não precisou de pontos ou nada assim”, disse ela. “Estou grata por ela não ter perdido um olho”.

Devido aos ferimentos que sofrera, Grover precisou ir ao hospital e tomar injeção contra tétano e antibióticos.

Rodriguez voltou à casa dos donos do gato no outro dia. Eles se desculparam e fizeram um cheque para pagar pelas despesas com o veterinário. Porém, o que Rodriguez realmente quer é que a lei trate animais agressivos de forma justa.

Javiera Rodriguez
Javiera Rodriguez

Ela procurou os responsáveis do município e descobriu que, apesar de haver estatutos sociais para cães, não havia nada para gatos.

“Não quero que nada aconteça com o gato. Não quero que ele seja sacrificado. Não quero que os gatos sejam banidos e não quero que o acontece com nossos cães aconteça com eles”, disse ela.

“Quando os donos de cães têm um cão agressivo, eles precisam colocar uma placa e o animal precisa ficar preso às vezes. Eu não entendo o porquê disso não ser igual no caso dos gatos.”

- Anúncio -

Desde o ataque, Bandida tem sido menos brincalhona e fica ao lado de Rodriguez. “Ela sempre foi carente, mas agora ela tem precisado de muito mais atenção”, disse ela.

Javiera Rodriguez
Javiera Rodriguez

Grover disse que sabia que soava “ridículo” um gato ter atacado sete pit bulls, mas disse que isso só mostra que animais de tal raça não são agressivos como as pessoas pensam que são.

“É só um ótimo exemplo de que eles são gentis e iguais a qualquer outra raça de cão. Eu conheço muitos cães terrier pequenos que teriam matado o gato”, disse Grover.

“Eles são cães amáveis, gentis e que, diferentemente do que as pessoas pensam, não foram feitos para brigar e matar”.

“Honestamente, todo esse preconceito contra os pit bulls é simplesmente errado”, acrescenta Rodriguez. “Sempre depende dos donos, de como eles criam seus cães e da relação que têm com eles”.

Javiera Rodriguez
Javiera Rodriguez

“As pessoas precisam entender que pit bulls não são cães malvados”.

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta