Gata sem rabinho insiste em permanecer com vovó triste que nunca gostou de gatos, mudando a vida da mulher

Uma gata sem rabo que foi salva dos trilhos de um trem encontrou uma vovozinha triste que perdeu o marido, seu companheiro por 55 anos. A vovó nunca quis um gato, mas o felino carinhoso se enrolou ao lado dela e mudou sua vida para sempre.

- Anúncio -

Conheça Mitsie!

Theo Stefanescu

Há dois anos, o marido da senhora Lulia faleceu de repente, após mais de meio século de casamento. Ela se sentiu devastada e perdida. A família sugeriu a adoção de um animal de estimação para a avó, esperando que o pet oferecesse a companhia que ela precisava.

“Ela rejeitou a ideia de ter gatos na hora, argumentando que nunca gostou muito de felinos”, contou Theo Stefanescu, veterinária, ao Love Meow.

Eles não tocaram no assunto novamente até o verão de 2016, quando um gato sem cauda trilhou o caminho até o lar da idosa. “Encontrei Mitsie nos trilhos do trem, quando eu estava prestes a atravessar a rua. O tempo estava bem ruim.”

Theo Stefanescu

Theo não queria assustar o gatinho no meio do trânsito, então ela lentamente se aproximou do animal enquanto o chamava. “A gatinha se levantou e correu em minha direção, pulando direto em meu colo. Eu tive a certeza absoluta de que não poderia deixá-la lá “, declarou Theo ao Love Meow.

A gatinha era apenas pele e ossos, com o corpo coberto de sujeira. Sua cauda estava faltando, e o animal estava em péssimo estado. Theo levou-a para casa e cuidou dela até que se recuperasse.

Theo Stefanescu

Enquanto ela estava procurando um lar para Mitsie, a veterinária teve que visitar sua avó no aniversário da senhora. “Eu trouxe Mitsie comigo por mero acaso, mas, para minha surpresa, quando a vovó a viu foi amor à primeira vista.”

- Anúncio -

Assim que Mitsie saiu do colo de Theo, ela caminhou até a vovó Lulia, pulou no sofá ao lado dela e se enroscou para um cochilo a seu lado como se sempre tivesse morado ali. A avó, que sempre rejeitou a ideia de ter gatos, ofereceu-se para cuidar daquela felina ronronante por alguns dias até que o bichinho encontrasse um lar permanente.

Theo Stefanescu

Mas Mitsie tinha outros planos.

“Ela se adaptou à casa tão bem, sabia exatamente onde achar a caixa de areia, como usar o tronco de afiar as unhas, e o peito de minha avó se tornou a cama da gatinha. Ela reivindicou um posto junto à janela, bem como no coração de minha avó “, disse Theo a Love Meow.

Theo Stefanescu

“Eu trouxe o conceito de ‘lar temporário’ de volta à conversa algumas semanas depois, e minha avó olhou para mim como se eu fosse doida.” Ela disse: “Como posso doar a gatinha agora?” Vovó se recusou a abrir mão da gata, e Mitsie nunca mais deixou sua casa.

A conexão entre a avó e Mitsie é a coisa mais bonita que já viram.

Theo Stefanescu

O laço delas é indescritível. Mitsie é capaz de perceber sempre que minha avó está triste ou magoada. Ela sobe em seu colo e coloca a mão de minha avó entre as patas, ajeitando a cabeça dela na palma da dona. Minha avó disse que ela age como uma criança “, contou Theo a Love Meow.

- Anúncio -

“A parte mais importante de sua ligação é como Mitsie gosta de se comunicar com sons, mas em especial quando está perto de minha avó. Depois de viver com o vovô por décadas, o fato de ela ter ficado sozinha, sem ninguém com quem conversar, teve um peso grande. Mitsie se comunica dia e noite, miando suavemente para a dona, e por sua vez minha avó conversa com ela.”

Theo Stefanescu

“Mitsie tem sido uma verdadeira bênção, e minha avó sempre se anima ao falar sobre como ela é a melhor gata do mundo, tão inteligente e boazinha”, declara Theo a Love Meow.

“Estou absolutamente convencida de que elas se encontraram no momento em que mais precisavam… Os animais realmente fazem maravilhas.”

Theo Stefanescu

Compartilhe esta história com seus amigos.

Deixe uma resposta